Quero empreender. Por onde devo começar?

Criar um negócio em torno do que você ama, com propósito, e ainda ganhar dinheiro. Sim, é possível.

 E empreender é o que você busca, já que caiu aqui neste artigo! Então chega mais, vamos conversar sobre como começar.

penseComece analisando essas questões:

Você vai ter que trabalhar duro. Investir horas de sono. Tempo do seu fim de semana. Você quer mesmo isso?

Você sabe que, mesmo com grande investimento de tempo e esforço, pode não dar certo? Você está preparado(a) para falhar (e aprender com seu erro)?

Você vai aprender muito sobre você nessa jornada empreendedora… está disposto(a) a tocar em algumas feridas, rever conceitos e crescer? Crescer pode ser doloroso… mas você sabe que vale a pena e faz parte da vida!

Você vai ter que assumir suas decisões para a família, amigos… está preparado para os questionamentos? Suas decisões entram em conflito com suas responsabilidades já assumida? (Casamento, filhos etc).

1Por onde eu não começo?

Não comece um negócio pelo dinheiro, e sim pelo seu propósito de vida. O que você quer deixar para o mundo? Como quer contribuir para a vida das pessoas? Claro que dinheiro é importante, porém uma vida inteira fazendo o que não se sente profundamente envolvido é muito tempo!

2

Eu não sei que negócio criar!

E a razão disso é que eu…

setaverdeNão tenho nenhuma grande boa ideia

setavermelhaTenho ideias demais e não sei qual escolher

setaamarelaEu tenho uma ideia mas não sei se vai dar certo, não quero errar.

——— algumas dicas de como lidar com essas situações——— 

setaverdeNão tenho nenhuma grande boa ideia

lapisFaça uma lista das coisas que você adora. Aquilo que você poderia ficar falando sobre durante horas.

Faça agora uma lista das coisas que você faz muito bem. Aquilo pelo qual te elogiam, te pedem ajuda.

Muito bem, agora relacione essa lista com negócios. Quais negócios envolvem itens que você escreveu? Faça um brainstorm de negócios!

setavermelhaTenho ideias demais e não sei qual escolher:

Conheça o “sweet spot”:

Sweet-Spot1

lapis

Faça uma lista de todas essas suas ideias de negócio. Agora confronte-as com o desenho acima. Suas ideias atingem o “sweet spot”?Você se imagina fazendo essa atividade daqui a 10 anos?

penseAgora essa é mais profunda: essa atividade cabe dentro da sua perspectiva de vida e de sua personalidade? Calma, explico: você é uma pessoa de temperamento tranquilo e caseira, gosta de rotina. Esta atividade vai demandar que você viaje muito, por muitos dias. Você vai gostar disso? Pense nisso e elimine alguns itens da sua lista!

setaamarelaEu tenho uma ideia mas não sei se vai dar certo, não quero errar.

Bom, você precisa testar a sua ideia antes de investir mais tempo e dinheiro nela! Assim você vai validar se ela realmente é boa, se ela soluciona o problema do seu cliente potencial, se ele está disposto a pagar pelo seu serviço/produto. Assim suas chances de erro vão se reduzindo.

lapis

Relacione as suas ideias de negócio com o público-alvo de cada uma.

Exemplos: dog walking setapretadonos de cachorros sem tempo para levá-los passear;

cupcakes sem glúten setapretapessoas com doença celíaca e interessados em comida saudável.

penseAgora, descubra profissionais de destaque nesses negócios e entre em contato. Pesquise. Descubra como eles chegaram lá. Por onde começaram. Quais as dificuldades que tiveram. As pessoas gostam de conversar sobre sua vida, você pode se surpreender com dicas fabulosas se tomar a iniciativa de conversar com profissionais da área que pretende atuar. Eu já passei por isso, te garanto que é enriquecedor.

lapisVamos agora para os clientes! Você terá clientes suficientes? Será que o mercado em que você quer atuar está saturado? Ou há uma porta de entrada para sua ideia? E como você vai descobrir isso? Pesquisando! falando com essas pessoas. Perguntando a elas como você pode as ajudar! Oferecendo amostras do seu produto ou serviço. Na prática: selecione um grupo de potenciais clientes (você os encontra em grupos de redes sociais sobre assuntos relacionados ao seu negócio). Faça uma lista de perguntas que considera importante. Pode comparar com outras listas que já tenha recebido. Envie a essas pessoas e peça sua ajuda. Ofereça algo em troca: desconto em compra, conteúdo relevante, etc. Agradeça-as.

3

Sobre seu modelo de negócio

Como você ganhará dinheiro? As pessoas te pagarão para receberem o quê?

  • serviços (como web design, personal trainer)
  • produtos (bolsa, cupcakes, joias)
  • informação (coach, treinamentos)
  • assinatura (netflix, conta azul)

Sobre o tamanho do seu negócio: Até onde você quer crescer?

Pelo critério do SEBRAE:

  • Microempresa: I) na indústria e construção: até 19 funcionários; II) no comércio e serviços, até 09 funcionários.

  • Pequena empresa: I) na indústria e construção: de 20 a 99 funcionários; II) no comércio e serviços, de 10 a 49 funcionários.

Você pode ser uma empresa de uma pessoa só, e não ter funcionários.

Decidir qual o tamanho que você quer para seu negócio te ajuda a buscar as informações corretas – e não perder tempo.

Resumindo, 4 perguntas muito importantes para você decidir seu negócio:

  • eu tenho conhecimento/habilidade suficiente para entrar nessa área?

  • eu quero investir tempo e energia nesse negócio?

  • Esse negócio está alinhado com meus valores e objetivos de vida?

  • Existe um público alvo bem definido e consumidor deste negócio?

Um pouco sobre como eu escolhi o meu negócio

Eu gosto de ficar focada quando trabalho, mas gosto de fazer muitas coisas além da criação: atender clientes, criar textos, ir a eventos. Decidi que o melhor modelo de negócio para mim seria ter meu próprio estúdio, em um escritório gostoso como o que tenho. Tinha home office, mas eu me distraía em casa. Decidi não ter funcionários, quando preciso de ajuda para um trabalho tenho parceiros, outros profissionais.

O negócio ideal para você é aquele que te permite fazer o que ama, dentro dos seus valores.

A remuneração virá não só em satisfação, mas em dinheiro, também!

amordinheiro

 

 

Leia também

Gostou? Então compartilhe esta mensagem por aí!