O que um bom site deve ter

O que você não deve esquecer ao planejar seu site

 

Hoje existem várias plataformas que permitem que uma pessoa que não sabe nadinha de programação, nem é designer, possa criar um site.

 

Eu não aconselho. Porque, por mais práticos que sejam, estas plataformas não conversam bem com Google, logo o seu site não é lido nas buscas, e não ganha relevância nas buscas – traduzindo: seu potencial cliente não te encontra.

 

E não é para isso que você quer ter um site: ser encontrado pelo seu comprador?

 

Estes são alguns pontos que acho fundamentais. Itens essenciais que um site deve contemplar.

Mas cada projeto tem suas especificações.

Vamos tomar um café e falar das necessidades do seu site? Estou te aguardando aqui no estúdio!

 

1. Design responsivo

O layout do site se adapta a diferentes tamanhos de tela, inclusive ao mobile (celular). Todos os itens do site são “alterados” automaticamente: menus, tamanho de imagens e textos.

2. SEO

SEO, sigla em inglês para Search Engine Optimization, é uma otimização de seu site, para que ele apareça melhor posicionado na busca do Google. Tenha ao menos o mínimo de SEO no seu site, pode ser através de um plugin. Mas faça!

3. Seção “como funciona” ou “dúvidas”

Aqui você vai explicar como funciona o seu modelo de negócio (como você atende ou como produz e entrega seus produtos) e as características de seu produto ou serviço. Pode usar um infográfico se achar que a informação fica mais objetiva. Ou pode optar por um texto no estilo “perguntas e respostas” (FAQ).

4. Recomendações e testemunhal

A opinião de seus clientes sobre seu produto ou serviço. Este texto deve ser o mais natural possível, sem tom comercial. Pode ser em video ou textos bem curtos. E é importante conseguir esse tipo de testemunho, peça a seus clientes fiéis! Pois ao ver outras pessoas falando bem de você, é mais provável conquistar uma nova clientela.

5. Seção “quem somos”

Aqui se coloca a história do negócio e reafirma-se os valores da marca. Por esta página o cliente pode conhecer a pessoa por trás do serviço ou produto. Se a forma de fazer isto será através de texto informal ou formal, um video institucional ou um gráfico, essa decisão depende da imagem que se quer passar, ou seja, da proposta da empresa ou profissional.

6. Seção Contato

Parece óbvio, mas muitos se esquecem de deixar as formas de contato bem aparentes, não só na Home (vale colocar o telefone e email nela), mas na página Contato. Aqui cabe um mapa da localização e um formulário (apenas com os itens principais) – só pergunte o essencial, para não fazer seu potencial cliente desistir de preencher!

Não cometa esses erros:

  • Levar o cliente a muitos cliques até ele chegar à informação. Reduza o número de cliques, deixe suas informações bem acessíveis e concisas.
  • Ter abertura com animação em flash ou musiquinhas. Além de ultrapassado, esse recurso espanta o usuário.
  • Visual pesado, exagerado, rebuscado, com cores que não condizem com a sua marca e o seu negócio.
  • Deixar conteúdo antigo, como a grade de aulas do ano passado ou a promoção que acabou ha três meses atrás. Isso deixa a impressão de site abandonado. Se não for conseguir fazer manutenção constante, deixe apenas as informações básicas.
  • Falsa presença nas redes sociais. Se você não vai de fato deixar seus perfis sociais ativos e gerar conteúdo através deles, não abra conta só por ter.

Gostou? Então compartilhe esta mensagem por aí!