• O que é Design Thinking

    Se hoje o seu serviço não foca as necessidades de quem compra por ele, então você precisa muito de Design Thinking!

    Design Thinking, o método que seu negócio precisa adotar

     

    Design Thinking

    O Design Thinking é um método para ser aplicado ao seu negócio, para te ajudar a vê-lo com outros olhos, enxergando novas oportunidades, problemas e, principalmente, colocando o foco do seu trabalho no cliente. Busca estimular a cocriação entre as diversas áreas de uma empresa para resolver um problema ou criar um novo produto/serviço.

    Se hoje o seu serviço não foca as necessidades de quem compra por ele, então você precisa muito de Design Thinking! Veja alguns pontos essenciais:

    1. Inovação. Criar novas soluções para acabar com a “dor”(problema) do cliente. Pensar diferente. Descobrir como gerar valor (e o cliente enxergar este valor).
    2. Cliente feliz. Não apenas de sua vontade de consumo, mas uma satisfação do início ao fim da chamada “jornada do cliente”, ou seja, a experiência que ele tem com sua marca, desde quando viu seu anúncio até quando efetivamente usou seu produto ou serviço.
    3. Cliente colabora na criação da inovação. Afinal, é a principal fonte de informação sobre o produto ou serviço.
    4. Empatia: se colocar no lugar do cliente, entender suas dores e necessidades. Passar pelas experiências dele.
    5. Todos podem e devem pensar como designers. Apurar o olhar, observar todos os pontos de contato do cliente com a marca.
    6. Medir. Corrigir. Repetir. Isso mesmo, os testes (e, por consequência, os erros) fazem parte do Design Thinking. Erre rápido, corrija rápido e continue.

     

    Uma sequência do processo de inovação pelo Design Thinking:

    1. Imersão no problema: entender a necessidade
    2. Criação (também chamada ideação)
    3. Protótipo (testar o novo produto ou serviço, ainda que não com sua versão final)
    4. Aplicação (colocar em prática)

     

    Mas é possível aplicar estes conceitos no dia a dia de uma pequena empresa, ou no trabalho de um autônomo/empreendedor? A resposta é sim!

    – Muito cuidado com quem está lidando diretamente com o seu cliente. Sua equipe de vendas sabe ouvi-lo? Sabe interpretar aquilo que ouviu, para entender qual é a real necessidade do cliente? Este ponto de contato do seu negócio é primordial para você descobrir falhas e inovar.

    Design Thinking é sobre inovação, ou seja, mudança. Sua empresa está preparada para se adaptar a novas propostas ou tem um formato engessado?

    – Você está colocando o seu cliente em primeiro lugar? “Pensar nas pessoas” é um ponto chave do Design Thinking. Coloque-se no lugar do cliente que recebe seu produto ou serviço. Você ficaria satisfeito com ele? Além de testar em você, pode testar em outras pessoas. Anote as respostas e reflita sobre elas.

    – Você está estimulando seus funcionários a falarem, a darem ideias e sugestões? Você pode estimular isso com a velha Caixa de Sugestões, ou pode promover encontros de Brainstorm. Lembre de deixar o ambiente descontraído, para não haver inibições.

    – Sua equipe é multidisciplinar, com diferentes vivências e conhecimentos? É importante que a equipe tenha opiniões diferentes, para a geração de novas ideias, porém o ponto comum deve ser a cultura (e valores) da sua empresa.

     

    Alguns livros para estudar o assunto:

    • Design Thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias (Tim Brown)
    • Design Thinking: inovação em negócios (Vianna,Ysmar / Vianna,Maurício / Adler,Isabel K.)
    • Design de Negócios (Roger Martin)
    • Isto É Design Thinking de Serviços. Fundamentos, Ferramentas, Casos (Marc Stickdorn)
    • The Service Startup (Tenny Pinheiro)
    • Business Model Generation: Inovação em modelos de negócios (Alexander Osterwalder)

     

     
     
     

     

    Gostou? Então compartilhe esta mensagem por aí!